Naum Alves de Souza

Artista múltiplo, Naum é figurinista, cenógrafo e dedica-se também à direção, às artes plásticas e à dramaturgia. Em 2013 completou 40 anos de carreira ao montar o espetáculo Operação Trem Bala, escrito a partir da adaptação do seu conto Almoço de Ação de Graças.

Nos anos 1970, em paralelo à onda dos grupos engajados, Naum surge com seu Grupo Pod Minoga e inaugura uma linguagem colorida, socialmente crítica e caricata, que marca seu estilo até hoje. Nasce um tipo de humor que, apesar das críticas da época, iria influenciar muito o teatro brasileiro. Em vez de partir do conceito para a prática, era em conjunto, com a mão na massa, que o grupo criava e aprendia a arte de fazer figurinos. Criou os bonecos da série infantil Vila Sésamo e os cenários e figurinos de Falso Brilhante, o antológico show de Elis Regina. Sua peça A Aurora da Minha Vida é uma das mais representadas no Brasil.

Em Macunaíma, na montagem de Antunes Filho, Naum revolucionou o visual do teatro brasileiro e praticamente marcou a estréia do nu como roupa cênica nos palcos do país. Realizado ao longo de um ano de pesquisas e ensaios, o figurino de Macunaíma chegou ao estágio simbiótico em que, nas palavras de Naum, “os atores foram adquirindo para o corpo deles os elementos que nós íamos experimentando”.

Ele afirma que “a ausência de figurino é a grande sabedoria de tudo. O cenário e o figurino devem ser invisíveis ou passar algo sensorial”. Na sua concepção, as partes devem desaparecer no todo, na harmonia interna de um espetáculo.

 

Naum Alves de Souza- Operação Trem Bala.jpg 2

Peça Operação Trem-Bala

 

BONECO4.jpg-OKBoneco criado por Naum Alves de Souza

 

Naum Alves de Souza- Ato de NatalAto de Natal

Naum Alves de Souza- MacunaímaMacunaíma

Naum Alves de Souza- O MambembeO Mambembe

 

Nenhum comentário

Compartilhe


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *